Francisco_António_de_Almeida,_compositor

Não se estreou na Ópera do Tejo (edifício), também conhecida como Teatro Real do Palácio da Ribeira, porque esta(e) ainda não estava construída(o) quando foi estreada em 1729… mas tratou-se, efectivamente, de uma ópera (composição musical) estreada… junto ao Tejo, no Palácio da Ribeira, o edifício que era a residência oficial dos reis de Portugal até ao terramoto de 1755: «O Triunfo do Amor» é mais uma obra, a segunda, do extraordinário criador e artista que foi Francisco António de Almeida a ser gravada e transposta para disco(s) pelos Músicos do Tejo depois de «La Spinalba», editada em 2012 pela Naxos, que editará igualmente este novo trabalho (tal foi anunciado em Janeiro último) no próximo mês de Outubro deste ano de 2015. Enfim, é mais música, música maravilhosa, do «Papa» Francisco, mandado por D. João V a Roma para estudar como aluno e que regressou como mestre, e que felizmente muitos mais poderão ouvir.