Um rei e três imperadores

Foi inaugurada a 26 de Dezembro último e encerra a 5 de Abril próximo: a exposição «Um Rei e Três Imperadores – Portugal, a China e Macau no Tempo de D. João V», patente n(a galeria de exposições temporárias d)o Museu de São Roque, integrado na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, é mais um contributo para o conhecimento cabal do reinado do «Magnânimo» e das suas consequências e conquistas. Do texto oficial de apresentação: «O reinado de D. João V (1706-1750) correspondeu aos reinados de três imperadores da dinastia Qing (Kangxi, Yonzheng e Qianlong) e foi um dos períodos mais intensos e relevantes do relacionamento entre Portugal e a Europa e a China. Esse período foi igualmente marcante para a história de Macau e para a sua qualidade de porto internacional de comércio e de porto entre dois impérios, o português e o chinês. A exposição (…), comissariada por Jorge Santos Alves, assinala os 40 anos do restabelecimento das relações diplomáticas entre Portugal e a China, os 20 anos da transferência de poderes em Macau e os 450 anos da Santa Casa da Misericórdia de Macau.» Mais informações aqui.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: